Bloco canta contra a homofobia no Carnaval de Vila Velha


Cantando “Vamos combater o preconceito, cada um pode ser o que quiser. Todo mundo tem o direito de escolher se é homem ou mulher”, os foliões do bloco Porca da Quarta em Vila Velha, agitaram as ruas da Barra do Jucu na tarde da última quarta-feira (13). A atração principal foi Dentinho, mascote do bloco, que na edição de número 24, vem caracterizado como personagem gay. Segundo a organização, o ‘porco’ vai para a rua colorido com a intenção de fazer uma crítica a todo tipo de preconceito, principalmente a homofobia.

Durante o evento, esculturas dos porcos percorreram as ruas do bairro até a praça da Barra, local da concentração. A Polícia Militar reforçou a segurança no local para os foliões aproveitarem a festa sem preocupação. Cerca de 20 mil pessoas participaram do bloco.
No fim da folia foi servido ao público uma churrascada de porco. De acordo com a organização, a festa só terminou depois que o último pedaço de pernil foi devorado. Pra assistir o vídeo com a reportagem do ESTV sobre o bloco, clique aqui.

 Fonte:  http://migre.me/dgYoo

Vem ni mim, feriadão!


É carnaval, gaylhera!!!

Eu saindo do trabalho na sexta

Se joga na folia e na escassa programação de carnaval:

Chica Chiclete:

chica1 chica2

Move Music:

Estará fechada neste período.

move fechada

Rouge House:

Não há informações sobre funcionamento.

Space Pub:

Estará fechada neste período.

Space fechada

 

Bacco:

Bacco

Antimofo:

antimofo

Fanfarra:

Não há informações sobre funcionamento.

Black House:

Não há informações sobre funcionamento.

Baile dos Artistas:

Baile dos artistas

 Top Drag – Piúma: 

PiúmaCarnaval de Rua:

Barra do Jucu – Vila Velha. Blocos tradicionais, como Surpresa, Porca da Quarta, Mascarados, Só Chapoca, entre outros, Djs e bandas de congo. Destaque para a “Porca da Quarta” que neste ano traz homenagem aos gays. Saiba mais aqui.

Vitória. Tem programação de bandas e artistas que se apresentam nos palcos do Carnaval 2013. Haverá atrações gratuitas na Praça Costa Pereira, Praça Oito e Curva da Jurema entre os dias 9 e 12 de fevereiro. Programação de bandas e blocos aqui.

 

 

Explicando carnaval capixaba pra quem não é capixaba


Daí que a Band começou a transmitir o desfile das escolas de samba do Espírito Santo, juntamente com o nosso Ferreira Neto, sempre ferreiraneteando, mas absurdamente não explicaram pra galera de fora sobre as peculiaridades de cada escola daqui.

Portanto, nós aqui do Babado Certo num esforço decidimos explicar para todo o Brasil as peculiaridades de cada escola que desfilam no Sambão do povo em Vitória, comparando-as com as do carnaval do Rio de Janeiro.

É assim ó:

Explicando canaval

 

Deu pra entender?

Tá a fim de desfilar no Carnaval?


imperatriz

Vocês sabiam que o carnaval de Vitorinha será transmitido esse ano em rede nacional? Clique AQUI para ler mais.

Pois é! A Bandeirantes vai transmitir o nosso carnaval para todo o Brasil! E a gente sabe como beesha adora aparecer, melhor ainda pro país inteiro ver.

Pensando nisso, a Imperatriz do Forte, que está focada este ano na homenagem ao Parque Moscoso, no centro da cidade, não poderia deixar de fora os gays, lésbicas, travestis e transgêneros – figuras que sempre foram parte integrante do cenário do Centro.

Gosta de se fantasiar? Tem talento (ou aqué) para montar uma roupa bem legal? Cata o convite da escola:

Escola de Samba Imperatriz do Forte convida toda comunidade LGBT, e também heterossexuais, para participar do desfile de 2013, cujo enredo é: “De um click revelam-se 100 anos de história no coração da cidade”. Uma homenagem ao Parque Moscoso, compondo a Ala da Boemia, que retrata personagens que frequentavam o entorno do Parque Moscoso: malandros, boêmios, entre outros, e em especial as travestis e drag queens.

Entre as décadas de 50 a 80, o Centro de Vitoria era um ponto de encontro de tod@s as Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais. Essa população se encontrava no entorno do Parque Moscoso, onde ficavam as boates e bares LGBT. A Escola Imperatriz do Forte será a segunda agremiação a desfilar no dia 02 de fevereiro, com concentração marcada para as 20 horas.

Critérios para participar do desfile são:

1. Estar inserido no contexto da boemia nos seus trajes e roupas de travestis e transexuais ,transformista e drags queen e malandros.

2. Não é permitido uso de fio dental e órgãos sexuais expostos. Se apresentar-se assim será retirado da área de concentração pela harmonia da Escola, porque isso implica na perda de pontos para a escola.

3. A ala terá, no mínimo, 120 componentes, os quais poderão usar o figurino que quiserem, dentro dos temas proposto pela escola. A recomendação é que não sejam velhos, nem amarrotados. Também não será permitido calças jeans e chinelos

4. Se possível, figurinos luxuosos, bonitos e coloridos. Podem usar também as cores da escola Verde e Rosa, pois é a ala que praticamente encerra o desfile da Imperatriz, que será transmitido em rede nacional. Depois dela, só a Velha Guarda da Escola.

5. A ala faz parte do roteiro da Escola que será encaminhado à LIESES e aos jurados. Por isso, contamos com a presença de tod@s para abrilhantar o nosso carnaval.

6. Aprender o samba da Escola é de suma importância para que possamos cantá-lo na avenida, além de contar pontos para a escola. Quem não canta o samba prejudica a escola com perda de pontos, procure na internet o samba da escola que já esta disponível (ou compre o CD, custa apenas 5 reais).

7. Confirmar presença, pois os nomes serão anotados, para termos o controle em relação ao número mínimo de participantes.

Tenha certeza que será um prazer ter você conosco, use sua imaginação, fabrique sua fantasia e venha se divertir com a Imperatriz do Forte. Lembrando que nesta ala você não paga, você constrói sua fantasia.

Maiores Informações:

Grupo da Imperatriz do Forte no Facebook: CLIQUE AQUI

Deborah Sabará: 97659888

Edna Mara: 98069853

Já tô dentro!

Já tô dentro!

Samba contra o preconceito


O Rio de Janeiro, apesar do veto da campanha contra as DST’s no Carnaval, está apostando todas as fichas no slogan “Rio contra a Homofobia”. São palestras, outdoors e, como já era de se esperar da terra do samba, uma música toda fofinha da cantora Suellen Luz, cata:

(A qualidade do som não está das melhores, mas vale a pena ouvir)

Gracinha, né? Dá muita vontade de sambar só de shortinho na frente de algum bar da Lapa. Já vou colocar no próximo churrasco que tiver no fundo do quintal daqui de casa.

GO RIO!

Dica do Renan

No Carnaval todos os gatos são pardos…


Quem nunca fez uma revelação bombástica durante o Carnaval? Ele nos permite, é a festa da carne, da libertinagem, de ser cristão e beber sem medo do juízo final. Mas, principalmente, de hétero comer vinhádo:

Saiu no Extra:

Super entendo, carne de veado é uma das iguarias mais apreciadas na Europa Oriental. Mas Edmundo, tem que comer com cuidado, afinal…

Dica do Hyago

E hoje vai ter Bububu no Bobobó


Tô enchendo o caneco na casa de uma amiga, mas fui obrigado a parar o meu carnaval para postar ISSO:

Michel Teló diz: Beesha, olha o boy magia que tá vindo na nossa direção!

Beesha étnica ao lado diz: :O

E esse olhar de lascívia pro rapaz? Com a mente cheia de fantasias, tão macabras a ponto de deixar as travas da Lapa envergonhadas.